domingo, 1 de março de 2009

Fantasma de Agnes


Deixaram-na desaparecer aos poucos e, como uma estrela que já não existe, mas cujo brilho ainda amarga o desprezo dos cegos, Agnes fugiu para o abismo que se escondia sob o chão daquela casa. Agnes era uma ausência. Inspirava temor e compaixão a todos aquela sombra sem figura; sentia dentro de seus treze olhos uma solidão oblíqua e perplexa, uma queda infinita, um vazio. E tudo lhe parecia irremediavelmente cinza. Agnes transpirava pólvora, chorava enxofre. Nada poderia trazê-la de volta: estava escrito nas vísceras de todos os espelhos. Nem as vaias do silêncio, nem os tentáculos da culpa. Nada.
Em atividade desde outubro de 2001, o Fantasma de Agnes é formado por Érika Leão (voz), Marcelo Tannus (guitarra), Suindara (baixo) e Zé Junqueira (bateria). A banda tem se destacado rapidamente no rock de Goiânia por associar letras transtornadas, em sua maioria cantadas em português, a melodias ásperas e inovadoras, gerando uma atmosfera desconcertante. A banda funde vários estilos musicais como drum ’n’ bass, punk, gótico, sempre buscando uma nova linguagem. Suas principais influências são: Sonic Youth, Smiths, David Bowie, Black Sabbath, Refused, Def Tones, Moonspell, Radiohead, Exploited, Muse, Sister of Mercy e Smashing Pumpkins.
Apesar de seu pouco tempo de existência, a banda foi selecionada para abrir o segundo dia do Bananada 2002, um dos maiores festivais de rock independente do Brasil, onde lançou seu primeiro demo-cd com sete músicas.
(Escrito por Marcelo Tannus e Suindara).

Atualmente a banda está desfeita, mas ansiamos por uma volta o quanto antes do que houve de melhor no rock goiano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário